Browse By

Série Validação | Parte 1: O jeito certo de começar uma Startup

Primeiramente, vamos entender o conceito de validação: a validação, nada mais é que testes para entender e se ter certeza de premissas e hipóteses.

Ao contrário do que muita gente pensa, para as Startups, a validação não é só uma fase, não é simplesmente uma pesquisa, não os deixa mais lentos e não é uma desculpa para não vender.

A validação serve para dar subsídios para as Startups tomarem decisões pautada em dados e métricas, isso não impede que elas errem ou até quebrem mas dá mais vantagens para encontrar o caminho certo mais rapidamente, descobrir rápido que o negócio não irá dar certo, ou até encontrar um caminho melhor e pivotar.

Como já falamos no post sobre Startups, elas vivem em um ambiente de extrema incerteza e isso a acompanha desde a fase de Ideação até a fase de Expansão da nossa Jornada, quando você conseguir lidar melhor com as incertezas da fase de ideação, vem as incertezas da fase de pré-operação e assim por diante.

A validação é a maior aliada das Startups, pois ajuda a diminuir as incertezas de forma clara, objetiva e voltada a dados!

Para as Startups a validação é um superpoder, sua arma secreta!

Ok, estou convencido que validação é importante, mas por onde começar?

Primeiro vamos entender o que validar e quando validar. Para isso vamos usar a Jornada do Empreendedor de Startups novamente, mais especificamente os fits de cada etapa:

  • Pré-operação:
    Fit entre o Problema e a Solução
    Objetivo da Validação:
    Encontrar um problema e uma solução que de fato atenda ao Job to Be Done do cliente.
  • Operação:
    Fit entre o Produto e o Mercado
    Objetivo da Validação:Encontrada a melhor solução para um problema, é  preciso refinar a forma de entregar valor ao cliente, tentando sempre entregar mais Job to Be Done, entender a melhor forma de ganhar dinheiro com ela e entender melhor o mercado.
  • Tração:
    Fit entre canais de distribuição e as conversões
    Objetivo da Validação: Encontrado o perfil dos compradores, ou seja, sua persona, é necessário validar qual o melhor canal e discurso para atrair esse público, para assim saber como e onde investir em Marketing. É importante realizar várias rodadas de testes para entender qual o formato mais eficiente e encontrar a melhor relação entre canais de distribuição e sua conversão.
  • Expansão:
    Fit entre Investimento e o retorno dele
    Objetivo da Validação: Encontrado as melhores formas de atingir mais clientes, é preciso validar a expansão em outros países, para isso é necessário entender como entrar nesses mercados, encontrar os early Adopters desses novos mercados, seria como se fosse começar a validação desde o começo para dominar esses outros locais também.

A validação de cada etapa depende da anterior bem feita, por exemplo, se eu validar os canais de divulgação antes de validar a relação entre solução e problema não estarei sendo eficiente em divulgar para meu público alvo, pois não terei identificado assertivamente ainda.

Nos próximos posts falaremos mais detalhadamente etapa a etapa, então fique ligado!

Veja também: 

Série Validação| Parte 2: Encontre uma necessidade não uma ideia

Série Validação | Parte 3: Como começar?

Série Validação | Parte 4: 10 dicas para fazer uma boa validação

6 thoughts on “Série Validação | Parte 1: O jeito certo de começar uma Startup”

  1. Pingback: Parte lV: Validação: 10 dicas para fazer uma boa validação - Jornada do Empreendedor
  2. Trackback: Parte lV: Validação: 10 dicas para fazer uma boa validação - Jornada do Empreendedor
  3. Pingback: Série Validação | Parte 3: Como começar? - Jornada do Empreendedor
  4. Trackback: Série Validação | Parte 3: Como começar? - Jornada do Empreendedor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *