Browse By

6 Dicas para montar um pitch infalível


Olá inovadores, tô de volta!

Estava com saudades de escrever posts mais direcionados para startups. Tenho me empenhado ultimamente no olhar para as grandes corporações, porém estou de volta aos conteúdos empreendedores, e fiquei bem feliz quando a Isa, nossa CMO na Startadora, me pediu esse post sobre… Pitch!

Então só para nivelar, caso alguém nunca tenha ouvido sobre o assunto:

“PITCH É UM DISCURSO FEITO PARA CONVENCER SUA AUDIÊNCIA DE UMA IDEIA OU PROJETO”

Pegou? 

Então vamos ao que interessa, levantamos algumas dicas para ter um pitch de fazer todos pararem para te ouvir: 

Dica 1 – A base de em um pitch é a estrutura.

Muita gente acha que o bom pitch é de quem fala bem e tem boa comunicação. Claro que ajuda, mas sinceramente não é o suficiente, e também não significa que necessariamente a ideia será transmitida de forma clara.

Eu que já falei com muitos empreendedores e já ouvi mais pitches do que consigo contar, te digo: muitos “pitcheiros” falam bem, são bons contadores de história, mas fracassam em suas apresentações, por não ter estrutura.

Na Startadora temos uma estrutura base que fornecemos aos empreendedores em nosso programas, mas nem de longe achamos que é o único jeito.

Nós recomendamos que todos adaptem para suas necessidades. É importante primeiro pensar quais são as coisas mais importantes do seu negócio que outras pessoas devem saber, e desenvolver uma linha lógica encadeada que faça sentido a alguém que nunca ouviu falar do seu negócio. Vai dar muita diferença.

Dica 2 – Design importa sim!

Nada de vir com esse papo de que o que vale é o modelo de negócio ou as vendas. Você sabe que não só em apresentações, mas também em sites ou qualquer tipo de projeto que utilize interfaces e se baseia em aparência… Ou seja, coisas que as pessoas ficam olhando, onde podemos diferenciar algo bonito ou agradável do feio e desagradável, será um indicador de competência e profissionalismo. 

Para sair dos exemplos óbvios também podemos citar a sacada de um prédio ou instalações de uma empresa.

Sempre nos impressionamos positivamente, quando temos uma vista agradável, e nosso inconsciente enxerga valor nisso.

Valorizamos tanto essa dica, que também temos um guia de boas práticas de design para as empresas aceleradas na Startadora.

Então, bora deixar esses slides bonitos, e com identidade visual coerentes!

Dica 3 – A atenção é o fator mais importante

Não adianta criar a startup mais fantástica do mundo, com estrutura e design perfeitos, se as pessoas que estão assistindo seu pitch não prestar atenção no que você está dizendo. Se as pessoas pegaram o smartphone para verificar suas notificações, já era, você perdeu eles! E ainda que consiga capturar de novo a atenção deles, talvez esse tempo já tenha roubado as informações que fariam eles entenderem e gostar da sua solução.

Então a atenção da audiência é um desafio, tanto para fazer o máximo de pessoas possível prestar atenção em você por mais de 1 minuto (acredite, é bem difícil), mas também porque o segredo maior dessa missão está nos primeiros segundos.

É comum se apresentar em eventos ou contextos em que vários pitches são apresentados em sequência. Então nada pior do que ser mais um falando. A dica é investir em impacto na fala e até no visual. Vale o que mais prender a atenção, e não pense que isso é negativo. Você quer ser lembrado, então vale quase tudo no pitch.

Melhor ser aquele louco ou engraçado, do que mais um falador entediante!

Então já sabe. Escolhe bem as palavras, e prenda a atenção da platéia desde os primeiros segundos, de forma a impressioná-los.

Dica 4 – Pitch tem objetivo

Não caia na armadilha de achar que tem que falar tudo sobre seu negócio em um pitch, ou ficar reclamando que é pouco tempo, etc… #SemMimimi

– Todos sabemos que o tempo é curto e nos adaptamos.

– As pessoas que estão nos ouvindo não querem saber tudo do seu negócio. Elas querem focar no que é essencial para elas. Respeite isso.

– Você quer atrair o interesse de pessoas específicas, e se for bem sucedido nessa isca, conseguirá uma reunião um pouco mais extensa pra explicar melhor o que não teve tempo. Ou até mesmo em uma banca, caso saiba quais palavras escolher. Imagine provocar uma pergunta da banca do qual você já tem o slide pronto, como extra para responder e demonstrar?

Um bom pitch é quando você tem controle. Conta a piada e a platéia ri, fala um fato triste e a platéia sente vontade de chorar… Você lança uma dúvida e os mantém curiosos, e até provoca a pergunta que você está perfeitamente preparado para responder!

Então é sua chance de ser o Batman, nesse momento. Preparo deve ser seu Super Poder em um pitch!

Dica 5 – Tenha vários pitches

Tenha várias versões de sua apresentação, baseado nos púbicos que você precisa apresentar. Como assim?

Tenha um para cliente, outro para investidores, outro para parceiros, outro para atrair sócios, e para qualquer outro tipo de audiência que você precisar apresentar.

A primeira regra de toda apresentação é saber para quem você vai apresentar e contextualizar. Nada de preguiça!

O tempo também é importante. Na Startadora usamos o modelo 3/30/3/30

Respectivamente pitchs classificados por tempo:

  • 3 segundos – Não precisa ter exatamente 3 segundos, mas deve ser tão breve quanto falar seu slogan, caso tenha.
  • 30 segundos – É onde você fala quem você é, o que você faz, como, e porque você é super legal!
  • 3 minutos – O pitch tradicional que a maioria conhece. Servirá para apresentações mais comuns, porém às vezes terá mais tempo como 5 ou 7 minutos. Basicamente é o de 3 adaptado para demonstração de produto, próximos passos, ou sua equipe (coisa que muito empreendedor não fala nada, mas que quem assiste a apresentação quer saber)
  • 30 minutos – Bem, aqui você tem uma reunião, para falar tudo que precisa de relevante. Geralmente empreendedores querem esse tempo para desabafar. Não seja essa pessoa, e lembre-se que é mais rico para você ouvir do que falar. Então planeje tempo para que a pessoa que está te ouvindo possa te fazer perguntas, e você tenha tempo hábil para responder.

    Afinal de contas você não quer só falar. Lembra dos objetivos, né?

Dica 6 – O jogo é ganho no treino

É isso mesmo que você ouviu. Pitch é algo para você treinar como alguém obcecado em ser o melhor do mundo, se quiser ser realmente alguém minimamente competente nisso.

Existem pessoas que criticam essa abordagem dizendo que é algo que nos deixa robóticos. Mas pare para refletir um pouco… Quem fala realmente de forma robótica é quem não se preparada, gagueja, além de fazer aqueles “ahmmm” ou “ehhhh”, e vários vícios de linguagem que ela nem percebe que tem, além dos comportamentos gestuais.

Se você não tem um treinador de pitch oficial, como quando está em um programa estruturado, minha dica para você é se gravar e depois analisar o que precisa melhorar. Treinar realmente muitas vezes e, sempre que possível, testar apresentando para pessoas que não sabem nada sobre o que você criou, e perguntar se a pessoa entendeu, e pegar feedbacks.

Voltando a questão de dizerem que treinar robotiza, analise os profissionais que fazem stand up, pois eles são os mestres no assunto. Eles apresentam sempre da mesma forma e tem tudo tão sob controle, conseguem até simular a espontaneidade. Você que assiste, acha que ele pensou em algo na hora, mas ele realmente treinou muito.

Então é hora de ser o gênio do esforço!

Treinamento completo da Startadora

Falei várias vezes aqui sobre nossa experiência treinando empreendedores. Se você ainda sente que precisa melhorar mais, temos um workshop de pitch online, ensinando tudo que você precisa para ter um pitch matador.

Para saber mais clique aqui!

Não marca bobeira e se inscreva, pois terá um treinamento de pitch de alto nível! 

Espero que tenham gostado.

E que os jogos comecem! 

Veja também:

Dicas para fazer networking de qualidade e que gera resultados

Como vencer os maiores obstáculos das Startups brasileiras

Como vencer os maiores obstáculos das Startups brasileiras | Parte 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *